Dicas para SDR: 8 conselhos de profissionais para colocar em prática

dicas-de-sdr

Qual dica você leu ou ouviu por aí, testou, deu certo e segue à risca até hoje?

Todo mundo que trabalha com vendas tem uma (ou várias) para compartilhar. Curiosos, resolvemos perguntar para quem faz prospecção de clientes todo dia: os SDRs e BDRs de empresas que usam a Meetime.

Reunimos perfis e contextos bem variados. Alguns fazem prospecção Inbound, outros Outbound, e também há quem utilize as duas estratégias. Conversamos com novatos, veteranos, gente que já foi vendedor e gente com um pé na Inteligência Comercial.

Mesmo que os profissionais sejam tão distintos, os desafios são bem semelhantes e as dicas se complementam. No fim das contas, todo mundo que trabalha com pré-venda escuta muito não e precisa ser criativo para conquistar os prospects, não é?

A seguir, compilamos as principais dicas para SDR que recebemos. Elas são muito úteis não só para quem está começando, mas também para quem já está na área há algum tempo. Afinal, aperfeiçoamento constante é essencial, lembra?

Então vamos lá:

8 dicas para SDRs enfrentarem as principais dificuldades em pré-vendas

  1. Entender o perfil do cliente

Para começar, temos um consenso: ninguém consegue sucesso em prospecção de vendas sem conhecer o perfil de cliente ideal. Se o negócio está só começando, ainda não precisa ser uma baita pesquisa, mas é essencial ter bem definido quem você está procurando desde o início. É isso que dá o foco para organizar toda a operação de vendas e as atividades de prospecção.

Material recomendado:
Como otimizar o funil de vendas: fale somente com os leads certos
Perfil de cliente não ideal: como saber para quem não vender pode salvar sua empresa

O papel do Sales Development Representative nisso é estar totalmente familiarizado com o cliente ideal. Isso significa não só saber, por exemplo, quais segmentos e porte de empresas deve atacar, mas também aprender qual o melhor tratamento para cada ramificação de negócio e tipo de pessoa.

Um segmento pode parecer uma via de mão única, mas ele tem uma série de ramificações, com pessoas, timings e abordagens diferentes. E é muito importante aprender a identificar isso dentro do seu modelo de negócio e a partir daí criar uma ordem, uma forma de trabalhar com cada um deles
Priscilla Modenese, da mobLee

Com isso em mente, você elabora e executa uma cadência de prospecção específica para cada tipo de cliente, com abordagens mais adequadas aos diferentes tipos. Isso também ajuda em todas as atividades – pesquisa, personalização de e-mails, rapport etc.

  1. Medo de ser chato e invasivo

Uma coisa bastante comum entre os iniciantes é receio de ser inconveniente. Essa é uma ideia que vem das vendas tradicionais e do telemarketing, mas que não tem nada a ver com as vendas consultivas e Inside Sales. É preciso mudar essa mentalidade.
ana-moblee-sdr

Tem que entender que é uma pessoa que está do outro lado e que você não está incomodando. Na verdade você quer ajudar, você está procurando ela para ela ser ajudada. Então tem que pensar que você vai resolver um problema, não ficar com medo. E se jogar
Ana Paula Régis
, da mobLee

 

Material recomendado:
Vendas Consultivas: conheça a evolução das Vendas Tradicionais
Como fazer prospecção de novos clientes sem incomodá-los: guia para encantar e conquistar

Em vez de ficar com medo, coloque-se como uma autoridade no assunto e tente entender as necessidades do prospect. Desta forma, você gera valor para ele e, em troca, ganha atenção e respeito. Acredite, é mais saudável para você e melhora muito os resultados.

  1. Praticar escuta ativa

Outra dificuldade dos SDRs é praticar a escuta ativa. É natural que, ao conseguir entrar em contato com o lead, surja o impulso de falar da sua solução. Mas esse não é o seu papel. Ao contrário: é preciso ouvir o que ele tem a dizer para extrair o máximo de informação, entender o contexto e fazer a melhor qualificação possível. Então o segredo é conter a ansiedade.

Tem que ouvir 70% e falar 30% – o mínimo possível. Mas também é muito importante mostrar de maneira objetiva o que você faz e porque está ligando ou mandando e-mail. Não pode deixar na subjetividade. Conforme for falando, ir adaptando e tentando gerar valor dentro do contexto dele, porque pode ser uma barreira muito grande você sair perguntando sem ele saber o motivo
Isabela Oviedo, da Netshow.me

Material recomendado:
Empatia: por que ela é fundamental e como aplicar nas vendas
Geração de valor em vendas: como transmitir a criação de valor para o cliente durante uma ligação

Uma dica é ter como meta não sair da call sem uma página cheia de anotações. Tente contar para alguém tudo o que o prospect falou. Se não conseguir, é porque algo deu errado. Para evitar isso, concentre-se em fazer as perguntas certas e ouça as respostas com atenção, interferindo apenas quando for para acrescentar algo útil de verdade.

  1. Desapegar do prospect

Às vezes o SDR não larga da oportunidade de jeito nenhum. Aprender a hora de deixar para lá é tão importante quanto manter a persistência, pois isso toma tempo, afeta a produtividade e você acaba mandando leads fracos para o vendedor. Muitas das vezes é o prospect que posterga o fim – o famoso “Vamos nos falando…”- , mas é responsabilidade do SDR identificar o momento de desistir e comunicar isso da melhor forma.

Eu digo: ‘Percebi que está bem corrido para você agora. Vamos marcar para daqui a um mês?’ E aí o lead ganha abertura para ser sincero, dizer que não está interessado. Ou então ele responde: ‘Obrigado por me entender, vamos combinar depois!’
Wesley Day, da Hiper

 

Até para não tomar muito o meu tempo em algo que não é válido nesse momento, mando uma apresentação e digo: se você tiver interesse me manda um e-mail. Depois de um tempo os caras abrem e respondem
Arthur Lamim, da Hiper

 

Esses são bons exemplos, mas a lição principal é perceber o nível de envolvimento do lead durante os contatos. Se abriu e-mails e respondeu, se fugiu ou está mesmo ocupado, se está curioso sobre a solução. Mas se você cumpriu a cadência, fez tudo o que era possível, mas notou que o lead não está comprometido, não se apegue! Tome logo uma atitude.

Material recomendado:
Podcast: Qualificação em Vendas: todo cliente vale a pena?
Como medir e aumentar o engajamento de clientes durante a venda

  1. Levar não o tempo todo

Resiliência é a palavra – porque você vai ouvir “não”, e vai ouvir “não” muitas vezes, todos os dias. Saber superar as adversidades é a habilidade nº 1 de um SDR de sucesso. Tem gente que fica chateado, leva para o lado pessoal, desanima. Isso prejudica muito a performance. Para superar, o jeito é pensar positivo e ter estratégias na manga para subir os níveis de energia.

Eu sei que tenho 15 ligações para fazer, sei que 10 vão ser ruins. Óbvio que vou dar o meu melhor, mas eu já sei que, dali, 5 ligações no máximo vão ser boas. Então se eu tenho 6 ligações boas já está ótimo para mim, eu já saio feliz da vida
Isabela Oviedo
, da Netshow.me

Material recomendado:
Podcast: Uma aula de Sales Prospecting, com Steli Efti – Close.io – Para ouvir já! Só dar o play aqui embaixo:

Cada um tem a sua forma de encarar e táticas para manter o otimismo. Pense que não é com você, que o problema não está na sua solução, que só não está no momento certo. Se as negativas se acumularem, faça uma pausa, tome um café, converse com os colegas. Ouvir música e manter hábitos saudáveis – de exercícios, alimentação, sono – também ajuda bastante.

  1. Personalizar e-mails

Como chamar a atenção e despertar a curiosidade do lead por e-mail? Como conseguir uma resposta? Esse é, sem dúvidas, um dos maiores desafios dos SDR’s. Todos os leads têm caixas de e-mails lotadas e, para se destacar, é preciso ser criativo.

Em e-mails de follow-up usamos um texto bem curto. Algo como ‘Você conseguiu ver o meu e-mail anterior? Acredito que seria interessante ter essa conversa com você. Podemos marcar uma hora?‘ e no final a gente coloca ‘enviado do meu iPhone’. Isso é uma personalização, porque parece digitado manualmente. Tivemos uma taxa de resposta muito boa
Allef Lopes, da FindUp

Material recomendado:
Seu e-mail de prospecção de clientes poderia ser (muito) melhor
Podcast: Como Prospectar Clientes por E-mail: entenda a dor do seu cliente

Não existe uma fórmula pronta porque cada mercado é único e cada perfil de cliente reage diferente. O habitual é personalizar com o nome da pessoa, empresa, cidade, citar alguma característica em comum ou cliente com mesmo perfil. Mas o segredo mesmo é entender muito bem o comportamento do lead – Que horas ele chega no trabalho? Que horas vai embora? Lê e-mail no celular ou desktop? – e testar! Outras diretrizes são: ter objetivo claro, texto curto, ser direto, fazer poucas perguntas, ser sincero.

  1. Criar rapport

Para ser ouvido, você tem que criar conexão com o prospect muito rápido. Atenção vale ouro e não é fácil de conquistar. Há milhares de táticas para isso, mas, de novo, conhecer bem o contexto e perfil do seu cliente é essencial.

Fazer uma ótima pesquisa sobre ele nas redes sociais e usar as informações a seu favor é de praxe, mas você também pode, por exemplo, dar uma olhada na fisionomia e personalidade dele para ajustar o seu discurso e vocabulário.

Quando entro em contato pela primeira vez com a pessoa, procuro falar um pouco do sotaque dela, ou falar alguma coisa daquela região, sempre com um jeitinho diferente. Com naturalidade, claro. É a primeira vez que a pessoa está me ouvindo, e eu só tenho 30 segundos para gerar alguma coisa que faça ela me ouvir
Sérgio A. Reis, da Xerpa

Material recomendado:
28 dicas de cold calling B2B para ser bem-sucedido em 2018
5 dicas para conquistar o interesse do lead com cold calling

Quando é uma cold call, o rapport é mais difícil ainda. Nesses casos, seja sincero e diga rapidamente porque você está ligando. Além disso, demonstre empatia e respeito pelo tempo da pessoa. Uma ideia é dizer “Sei que te peguei de surpresa” e “Vou ser muito breve”.

  1. Relacionamento entre SDR e vendedor

O relacionamento entre SDRs e vendedores é, muitas vezes, conflituoso. O SDR precisa entregar bons leads para o vendedor trabalhar, e um depende do outro. Na maioria das vezes, os problemas surgem porque os leads não são bem qualificados e por falhas de comunicação. A solução é ter uma relação muito transparente.

Os closers são seus clientes também, então quanto mais qualificado você entregar os leads para eles, melhor é para você e para eles. O que a gente vai colocar para eles é sempre o melhor lead, o lead com mais informação
Vinicius Teixeira, da Netshow.me

Material Recomendado:
Metas de SDR: por que você não deve forçar um lead pelo funil
Gravar ligação de venda: entenda a importância desta técnica

Faça notas no seu CRM para o closer se localizar: descreva o problema, o nível de interesse, a prioridade e tudo o que for relevante para a abordagem de vendas. Uma dica muito bacana é ouvir as calls dos vendedores para entender como é a abordagem, que tipo de pergunta faz, que aspectos gosta de explorar. Assim, você sabe que tipo de informação é realmente útil para ele.

 

E aí, qual dessas dicas você vai testar agora?
Você tem alguma boa para compartilhar? Deixe nos comentários! 😉

Descubra o que aprendemos sobre prospecção com o Casts for Closers

casts for closers prospecção

 

Resumo
Dicas para SDR: 8 conselhos de profissionais para colocar em prática
Título do Post
Dicas para SDR: 8 conselhos de profissionais para colocar em prática
Descrição
Profissionais de pré-vendas nos deram as melhores dicas para enfrentar as principais dificuldades que os SDRs: entender o perfil ideal do cliente, medo de parecer invasivo, praticar escuta ativa, desapegar do prospect, personalizar e-mails, gerar rapport, levar não o tempo todo e relacionamento com os vendedores. Confira e coloque em prática agora!
Autor

Você pode gostar também de...