• Marketing

Buyer Personas: qual a cara do seu cliente?

Se você já teve dificuldade de vincular a criação de Buyer Personas ao sucesso da sua empresa, recomendamos que leia esse post até o fim, no qual focaremos em responder questões como o que é buyer persona, como definir e qual a importância. 

Nossa intenção é, além de apresentar um artigo completo sobre como definir buyer persona, explicar porquê esse assunto é tão estratégico e impactante para a empresa.

Confira a seguir:

 

Qual é a importância de buyer personas para o seu negócio?

Antes de compreender a fundo o que é buyer persona, entenda para que esse conceito é usado dentro da organização. A seguir, listamos algumas razões de porque você deveria se preocupar em como definir buyer persona da empresa:

Segmentação de mercado

Você pode traçar as características iniciais do seu cliente e começar a testar as possíveis verticais que adotariam seu produto, durante sua prospecção. Ainda que um rascunho inicial, pensar na buyer persona justamente nessa etapa acelera o aprendizado sobre o mercado e o ajuste fino do produto ao nicho certo, o que nos leva ao próximo item;

Atingir rapidamente o Product Market Fit

Essa etapa de ajuste do produto ao mercado que aceita comprar sua solução é essencial para que a sua empresa ganhe tração e aumente o número de clientes. É muito difícil atingir o Product Market Fit atacando o mercado sem uma estratégia de análise de verticais de negócio. E quando dizemos rapidamente o horizonte é de alguns meses apenas;

Priorização dos leads para ganho de escala

No momento em que sua empresa ganhar escala será preciso priorizar os leads para manter em alta a efetividade do time de Inside Sales (vendas internas). Com isso, a Buyer Persona de seu negócio é vital para identificar o perfil de cliente ideal e crescer com velocidade.

O que é buyer persona?

Buyer persona é o conjunto de características que definem o perfil de comprador ideal para uma empresa, sendo fundamental para o ganho de tração de qualquer negócio. Portanto, é o perfil que representa os clientes da empresa. Porém, é um personagem fictício, criado a partir de dados que sua equipe recolhe para a segmentação do seu público-alvo. 

Essas informações podem ser retiradas do CRM, das redes sociais, Google Analytics, entre outras plataformas.

Passo a passo para definir uma buyer persona 

Entendido o que é buyer persona, seguimos para as etapas de como definir esse perfil de clientes detalhado. Acompanhe, a seguir. 

1. Defina a buyer persona do tomador de decisão

Um dos maiores erros cometidos pelas empresas é tratar seus leads iniciais como pessoas genéricas, sem rosto ou apenas números. Elaborar o perfil pessoal do cliente é um passo imprescindível para conhecer quem é o seu cliente.

Você deve mapear características como:

  • idade, 
  • escolaridade, 
  • interesses;
  • motivações de compra, 
  • comportamento ao negociar;
  • entre outros dados.

Quanto mais informação mais fácil será entender se o cliente novo se encaixa no perfil desejado. Portanto, trace uma representação do empreendedor ou do tomador de decisão da empresa, pois ele é quem:

  • “sente a dor” que o seu produto ou serviço soluciona;
  • avalia as alternativas;
  • e autoriza a compra de sua solução.

2. Crie a buyer persona da empresa

Se o seu negócio é do tipo B2B, ou seja, vende para uma outra empresa, isso faz com que conhecer o perfil da empresa seja tão importante quanto o do empreendedor ou decisor de compra. Na verdade, esse é um pré-requisito para se alcançar os itens da introdução deste artigo, principalmente a segmentação de mercado e o Product Market Fit.

Anote as características relevantes relacionadas ao tamanho da empresa, número de funcionários, faturamento e ticket médio de venda. Isso te dará uma noção do quanto é “muito dinheiro” para seu cliente.

Aproveite para assistir o vídeo abaixo e entender mais sobre as diferenças entre B2B e B2C: 

A estratégia de precificação é um dos maiores desafios nos primeiros 12 meses de um negócio, e muitas empresas precificam abaixo do esperado para fechar mais vendas. Porém, há uma consequência negativa disso. Preços muito baixos podem gerar  desconfiança sobre a qualidade do produto.

3. Entenda por que usam seu produto

Essa é a fase de descobrir como seu cliente extrai valor de seu produto por meio das funcionalidades dele, ou seja, benefícios, desejos e razões pelas quais ele está disposto a pagar.

Outra forma de pensar é perguntar-se sobre quais os momentos em que o cliente usa seu produto e por que ele o considera tão importante. Na Meetime, por exemplo, sabemos que algumas das nossas soluções são melhores para a etapa de atendimento ao cliente, enquanto outras se destacam nas demonstrações de produto e suporte ao cliente.

Essas informações direcionarão o discurso de vendas e de marketing, focando nos benefícios que o cliente terá. 

4. Desenvolva o discurso de Marketing e Vendas

O discurso dos times de Marketing e Vendas deve ser alinhado aos benefícios esclarecidos na etapa anterior. A sua intenção é resumir a definição do produto em uma frase, um mantra que as áreas que têm interação com os clientes usarão para descrever o produto. 

Cada post nas redes sociais e ligação ao cliente deve refletir direta ou indiretamente a frase abaixo.

5. Descubra por qual canal atingir a buyer a persona

Reflita sobre os canais de marketing por onde seu público-alvo circula e trace algumas ações para se comunicar com eles. Uma boa forma de fazer isso é através da metodologia Bullseye

Por exemplo: se seu público–alvo lê a revista EXAME, divulgue sua marca lá dentro e acelere a obtenção de leads e clientes.

Pense também em ações que seu time de vendas consultivas pode tomar para pesquisar e abordar novos clientes ativamente, como redes sociais (principalmente LinkedIn) e cadastros de sites e fornecedores no nicho que você atua. O Google ainda é a melhor maneira de encontrá-los.

Finalizando, convidamos você a baixar nossa planilha de elaboração de Buyer Personas para seu negócio. Baixe a planilha para elaboração da Buyer Personas.

 

Texto publicado em 27/05/2015. Última atualização 27/06/2022.

Diego Cordovez

Diego Cordovez

Co-fundador da Meetime

Diego Cordovez é Engenheiro Mecânico, sócio e diretor da Meetime. É responsável pelo maior mapeamento sobre este assunto no Brasil, a pesquisa Inside Sales Benchmark Brasil, e há 4 anos apresentador do podcast Casts for Closers, eleito em 2019 o melhor podcast de Vendas do Brasil, pela Vendas B2B Awards.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja mais assuntos relacionados:

Veja também

Mais informações sobre Inside Sales para você. Veja:

Acompanhe todas as novidades
sobre Inside Sales

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro do assunto!

Obrigado! Seu cadastro foi realizado com sucesso. 😉