• Gestão de Equipe
  • Vendas

Gestão de Talentos: 6 dicas para manter um time com profissionais de excelência

  • Por
  • 6 min
  • Publicado em 9 de maio de 2022.

Qual o segredo das organizações que conseguem manter profissionais talentosos em seu quadro de colaboradores? Salários? Benefícios? Ambiente saudável? Tudo isso é crucial, mas para que tenha efeito, de fato, é necessário estar organizado sob a ótica da gestão de talentos. 

Quando implementado estrategicamente, esse processo ajuda a melhorar o desempenho geral do negócio e garantir que ele permaneça competitivo. Se você ainda tem dúvidas sobre como fazer isso funcionar, confira esse conteúdo que preparamos com dicas valiosas sobre a gestão de talentos. 

Porém, antes, vamos explicar alguns conceitos para que você fique por dentro do método. Vamos lá? 

O que é gestão de talentos?

Gestão de talentos é a combinação de esforços e incentivos estratégicos tendo como objetivo a atração, contratação e retenção de profissionais talentosos. É uma estratégia competitiva que combina os processos de RH ao longo do ciclo de vida do funcionário, visando o seu engajamento, aprendizado e desenvolvimento dentro da organização.

Na prática, gerenciar talentos tem como base alguns princípios, como:

  • otimização de recrutamento; 
  • programa de onboarding para novos colaboradores; 
  • oferecimento de incentivos; 
  • melhora nos benefícios; 
  • transparência; 
  • investimento em capacitação. 
processo de gestão de talentos

Porque é importante investir na gestão de talentos? 

Apesar do número alto de desempregados no Brasil, cerca de 13%, o país vive um momento atípico, conhecido como grande resignação. Cerca de 500 mil trabalhadores têm pedido demissão todos os meses, de forma voluntária, o que chega a ser incomum tendo em vista o cenário econômico atual. 

São três pontos principais que têm levado a esse movimento, segundo reportagem da revista Você S/A

  • salários melhores; 
  • ambiente de trabalho mais saudável; 
  • maior qualidade de vida.

Esses aspectos nos levam a pensar a importância da gestão de talentos. Se tantas pessoas têm procurado melhores oportunidades, as organizações precisam agir para conseguir reter os talentos. 

Afinal, perder bons profissionais prejudica não só a qualidade das entregas, pois existe um tempo até que outro colaborador possa se adaptar a novas funções, mas também gera custos de demissão e novas admissões. 

Dito isso, dá para entender um pouco mais o porquê o investimento em gestão de talentos tem se tornado cada vez mais relevante para o negócio. Empresa e profissional devem se ajudar, isso torna a relação mais saudável e pronta para a evolução. Afinal, um colaborador satisfeito tende a permanecer mais tempo no seu posto de trabalho. 

Além disso, uma pessoa familiarizada com os processos, motivada e reconhecida tende a trazer melhores resultados em produtividade, o que reflete diretamente no que qualquer organização busca: lucratividade. Sem contar que isso contribuirá para maior competitividade no mercado.

A partir do momento que uma organização se importa não só com seus resultados, mas também com o desempenho e a motivação da sua equipe, é criado um clima organizacional sadio, além de uma cultura organizacional forte. 

Dessa maneira, não só a empresa vai em busca dos bons talentos, mas eles também vão desejar fazer parte de um ambiente com o clima tão bom.

O que diferencia a gestão de pessoas da gestão de talentos?

A gestão de pessoas é mais focada na questão administrativa. Ela lida com férias, benefícios, salários, reclamações, mas também com o recrutamento e seleção de pessoas. Já a gestão de talentos tem uma ligação maior com o desenvolvimento dos colaboradores.

Falando em recrutamento de seleção, ouça o episódio de Cast For Closers com Matt Doyon, CRO da Rock Content, no qual ele fala sobre recrutamento em vendas!

Ambos são fundamentais para a empresa e tratam de pessoas, mas o gerenciamento de talentos tem foco estratégico e costuma ser submetido a um planejamento de longo prazo para toda a empresa. Enquanto isso, a gestão de pessoas é mais tática e gerencia o dia a dia. 

6 dicas para manter os melhores profissionais no seu time

Na teoria a gestão de talentos é bastante interessante, mas, e na prática? Como manter os melhores profissionais no time? Como criar equipes mais produtivas? Separamos 6 dicas para te ajudar nessa jornada!

1. Treine a equipe constantemente

Não importa a experiência de um novo profissional contratado, se a empresa busca excelência ela precisa prepará-lo para ter sucesso por meio de treinamentos constantes. E quando falamos sobre aperfeiçoamento não queremos entrar em processos complexos ou mesmo burocráticos. Os melhores programas de treinamento são escaláveis e visam facilitar o dia a dia do colaborador. 

Se o treinamento não for replicável, então, não terá consistência para todos os funcionários, o que significa que a percepção de qualidade vai variar (e a prática também). 

Os novos contratados devem ser capazes de entender o que você está ensinando e agir de acordo. Não pode haver uma desconexão aí, especialmente, quando você considera que muitos funcionários estão acabando de entrar na empresa. 

Ah, vale a pena ressaltar que as melhores empresas também têm vários níveis de treinamento corporativo, eles formam o pilar central do negócio. Afinal, as pessoas precisam se desenvolver com constância e não necessariamente vão precisar fazer sempre as mesmas atividades. 

2. Foque na cultura organizacional

De nada adianta ter missão, visão e valores definidos e colocados em belas palavras se isso não for vivido diariamente. Os profissionais das gerações Millennial e Z se preocupam profundamente com os valores das empresas em que trabalham, caso não sejam compatíveis com os valores organizacionais, muitos deles não hesitam em deixar seus cargos. 

Portanto, se a ideia é ter uma gestão de talentos eficiente, foque em ter uma cultura forte e que seja aplicada no dia a dia. Uma das maneiras de tornar esse processo fluido é começar a introduzi-lo já na contratação e durante o onboarding. 

Use a cultura como filtro antes de selecionar os contratados, até mesmo para que haja uma melhor adaptação da pessoa. É necessário que ela esteja alinhada com os valores da empresa.

3. Ofereça bons benefícios 

Se as organizações desejam que os seus colaboradores desenvolvam o seu melhor trabalho, elas precisam contribuir para esse desenvolvimento. Em um artigo da SHRM Online, foi destacado que os empregadores estavam oferecendo cada vez mais benefícios de saúde emocional e mental, antes mesmo da pandemia. Com o COVID-19, essa tendência acelerou.

Com limitações para sair de suas casas, as empresas viram os profissionais demandarem  mais benefícios ligados a apoio emocional, autocuidado. Mas também possibilidades que envolviam trabalho remoto, desenvolvimento profissional e muito mais. 

Por isso, algumas delas passaram a oferecer tais possibilidades. Com a ideia de que os profissionais tenham possibilidade de escolha que atendam às suas necessidades individuais. Organizações que entendem a questão, tendem a garantir que seus melhores colaboradores permaneçam no quadro de funcionários.

4. Faça avaliações de desempenho constantemente

Bons talentos ficam em uma empresa se ela oferece oportunidades de crescimento. Por exemplo, um bom vendedor de softwares pode ir escalando até virar um gerente de vendas, por que não? Mas para que isso aconteça, é necessário que haja avaliações de desempenho com frequência. 

Elas servem como termômetro para medir a performance de um colaborador, além de ser a base para o feedback dos gestores. Existem diferentes tipos de avaliação que podem ser aplicadas: autoavaliação, por competências, metas e resultados e avaliação do líder. 

É preciso destacar que o RH e os gestores precisam ter políticas claras de ascensão para os colaboradores e não deixar de usar as avaliações para embasar a tomada de decisão. 

O processo de avaliação também possibilita a identificação de gaps de cada colaborador e isso abre um leque gigantesco para ações de desenvolvimento. Fazer com que o profissional enxergue essas possibilidades contribui para a redução do turnover

5. Conte com as ferramentas certas para o trabalho

Imagina um colaborador chegar na empresa e não ter as ferramentas certas para fazer o seu trabalho? É complicado. Por isso, a organização precisa investir em infraestrutura e em ferramentas de trabalho adequadas, sem isso a evolução dos resultados da equipe demora mais para acontecer. 

Sem contar que não ter recursos necessários, desmotiva o profissional talentoso, pois ele não pode entregar o seu máximo. Portanto, se a sua intenção é melhorar a gestão de talentos e focar em melhores resultados, vai precisar se preocupar com questões operacionais também. 

6. Construa uma relação de confiança com a equipe

Um dos pontos mais valorizados pelos profissionais talentosos é a relação de confiança com a empresa. É preciso eliminar o receio que os colaboradores possam ter de compartilhar ideias, observações e, até mesmo, feedbacks. 

A solução para um problema ou até uma ação inovadora pode vir daquelas pessoas que estão em contato direto com o cliente, por exemplo. 

Os líderes são responsáveis por construir uma relação de confiança com liderados, adotando uma postura que seja coerente. Se a ideia é ter uma equipe alinhada, o líder precisa agir de acordo com os colaboradores. 

Conclusão

Como vimos, a gestão de talentos vai muito além de ter um RH na sua empresa. Precisamos ser realistas, esse processo não é um processo que acontece naturalmente. Logo, você precisa de uma estratégia que seja adaptada apenas ao seu negócio. Só assim será possível reter os melhores talentos e obter uma vantagem competitiva em relação a outras empresas do seu setor.

Boas dicas do que fazer são o que não faltam. E se você quer saber como aplicar o gerenciamento de talentos no seu time de vendas, convidamos você a baixar a planilha Recrutamento e Seleção de Vendedores!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais assuntos relacionados:

Veja também

Mais informações sobre Inside Sales para você. Veja:

Acompanhe todas as novidades
sobre Inside Sales

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro do assunto!

Obrigado! Seu cadastro foi realizado com sucesso. 😉