Sumário

  • Gestão Empresarial

5 Diferenciais de pequenas empresas de sucesso

Você provavelmente conhece algum pequeno empreendimento e seu proprietário. As características são, no geral, muito semelhantes: administração centrada em uma ou duas pessoas, poucos funcionários, todos executam mais de uma tarefa, enfim. Uma pergunta que intriga muitas pessoas é a seguinte: o que separa as pequenas empresas que vencem das outras que fecham as portas?

Existem alguns padrões em todas elas que são trazidos nesse post. Afinal, não basta apenas “transpirar trabalho”, pois isso todo empreendedor faz. Pequenas empresas enfrentam mercados instáveis, flutuações de demanda, e precisam responder bem a essas mudanças.

Vamos aos padrões:

Atendimento ao cliente :

Para pequenas empresas, o atendimento é decisivo! Não somente paixão por servir. O padrão que diferencia as pequenas empresas é o preparo ao atender. Quer um exemplo?

Quando comprei minha atual cama fui atendido pelo dono da empresa. Eu me espanto até hoje com o show de conhecimento e atendimento que tive. Eu era um engenheiro recém-contratado e levei uma cama R$ 1.500 mais cara do que o pretendido inicialmente. Por quê? Pela argumentação e simpatia daquele senhor.

Conheça tudo o que puder sobre seu produto ou serviço, pois não terá a chance de reconquistar um cliente mal atendido. E se tiver, vai custar caro.

Liderança “nível 5”:

Este é o primeiro princípio enunciado por Jim Collins no livro Empresas feitas para vencer (adaptado do inglês Good to Great). Jim coloca que são pessoas com humildade pessoal e desejo profissional, quase fanático, e tem ambição pela empresa e não por si mesmos.

As pequenas empresas normalmente possuem poucas lideranças, quase sempre centradas no visionário e apaixonado empreendedor responsável pelo negócio. Ele centraliza essas virtudes, monitora a qualidade do atendimento, dos produtos ou do serviço prestado, treina novos funcionários, enfim. Empresas nascentes que possuem apenas um gerente e não um líder assim estão mais propensas ao fracasso.

Orientação no negócio:

Sem dúvida pequenas empresas (assim como as grandes) vão passar por instabilidades de mercado durante sua existência. A antecipação destes cenários pode ser o divisor entre o fechamento da empresa ou apenas um mês difícil. E de onde vem esse preparo?

Muitas vezes de orientação prévia. É fácil notar um empreendedor preparado que foi alertado de possíveis problemas antes mesmo de começar o negócio: sazonalidade de vendas e flutuação de preços no fornecedor são apenas o começo da lista.

Tanto antes quanto durante a operação da empresa é imprescindível contar com orientação. Empresas estão em constante mudança para se manterem operando. Muitas dessas mudanças exigem análise criteriosa antes de qualquer investimento. É aí que entram especialistas em pequenos negócios como o SEBRAE, por exemplo.

Controle (rígido) do orçamento:

Para pequenas empresas lidar com planilha de controle de estoque, vendas, pagamento a fornecedores pode ser um desafio ainda maior. Uma das maiores razões em se manter o controle é enxergar oportunidades de cortes de custo, tão vitais para pequenas empresas.

Recebemos um guest post justamente sobre a importância de se manter as finanças sob vigília. Outra leitura muito recomendada.

Cultura de disciplina:

Este é outro princípio das empresas vencedoras elucidado por Jim Collins. Esta cultura descrita por Jim requer pessoas disciplinadas, que tem uma mentalidade disciplinada e que tomam ações disciplinadas.

Imagine um chef que não possui um padrão no tempero, um padeiro que chega cada dia num horário ou uma lavanderia sem uma quantidade certa para o detergente. Ações disciplinadas garantem que padrões possam ser seguidos e a qualidade requer padronização. E para as pequenas empresas qualidade é igual a dinheiro.

Baixe o nosse eBook de Estratégias de Crescimento para SaaS

Diego Cordovez

Diego Cordovez

Co-fundador da Meetime

Diego Cordovez é Engenheiro Mecânico, sócio e diretor da Meetime. É responsável pelo maior mapeamento sobre este assunto no Brasil, a pesquisa Inside Sales Benchmark Brasil, e há 4 anos apresentador do podcast Casts for Closers, eleito em 2019 o melhor podcast de Vendas do Brasil, pela Vendas B2B Awards.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais assuntos relacionados:

Veja também

Mais informações sobre Inside Sales para você. Veja:

Acompanhe todas as novidades
sobre Inside Sales

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro do assunto!

Obrigado! Seu cadastro foi realizado com sucesso. 😉