[Guest Post] Como montar uma equipe de marketing na sua startup

equipe-de-marketing

Este artigo foi escrito pela Elévon 

Profissionais qualificados e de alto desempenho valem ouro para todas as empresas. E, quando falamos de uma startup, contar com uma boa equipe de marketing faz toda a diferença. Afinal, são esses os profissionais responsáveis por divulgar a marca para as pessoas certas e captar leads qualificados para alimentar a equipe de vendas.

No entanto, montar a equipe de marketing dos sonhos pode se transformar, muitas vezes, em um pesadelo. Além da dificuldade em encontrar talentos e mantê-los motivados, o grande desafio é saber exatamente quem contratar para suprir uma determinada demanda, e qual o momento ideal, pois isso impacta diretamente no fluxo de caixa. Por exemplo: como saber a hora de contratar uma pessoa de conteúdo ou de anúncios?

Afinal, de nada vale contar com um ótimo profissional na sua startup se ele estiver desempenhando a função errada.

Como fazer, então, para montar uma boa equipe de marketing, com inteligência e, assim, investir no crescimento do negócio?

Veja, a seguir, algumas dicas que vão ajudá-lo a aproveitar os talentos da melhor forma, mesmo com um time pequeno!

Comece por você

Quando falamos em startups, estamos pensando em times enxutos e de alto desempenho. Por isso, o primeiro passo para montar uma equipe de marketing boa é olhar para o negócio.

Tenha em mente quais os objetivos da empresa a curto, médio e longo prazo. Depois, defina como deve ser a cultura organizacional e o modelo de negócio. Aqui, é importante também já ter definido os valores, missão e visão da empresa.

Então, é preciso olhar para o tamanho da startup e suas metas de crescimento. Entenda quantos leads são necessários para sua equipe de vendas bater as metas. E, a partir daí, que profissional, ou profissionais, de marketing são necessários para gerar esse volume de leads.

Esse diagnóstico é fundamental para manter os pés no chão e, assim, estruturar a equipe de marketing mais adequada. Além disso, ele vai ajudar a definir quais pessoas podem ser mantidas e quais estão fora do perfil de talentos que a empresa deseja.

Cada mercado exige uma equipe de marketing específica

Agora que você já definiu bem a cultura e o seu modelo de negócios, é hora de dar mais um passo.

Cada tipo de negócio tem um produto ou serviço diferente e, portanto, atende a um público específico. Com isso, o perfil de cliente também muda de acordo com a startup.

A tarefa da equipe de marketing e vendas é justamente se comunicar com esses clientes e, claro, vender. E isso significa que, de acordo com o seu negócio, você vai precisar de profissionais com conhecimentos diferentes.

Isso acontece porque cada mercado tem uma complexidade de venda. Vender um sapato de festa, por exemplo, é muito menos complexo do que vender um plano de saúde.

Afinal, as pesquisas necessárias para fazer uma boa compra de plano de saúde são muito mais extensas e demoradas do que as para comprar um sapato. E provavelmente nesse caso, um profissional de marketing de conteúdo faça mais sentido. Já um e-commerce de roupas precisa de profissionais de marketing com perfil mais voltado à métricas e performance.

Calcule o Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

Mas por que estamos falando tudo isso? Por um motivo que impacta diretamente na estruturação da sua equipe de marketing: custos.

De acordo com a complexidade do seu mercado, você terá um custo maior ou menor para adquirir clientes, o CAC. O Custo de Aquisição de Clientes, assim, compreende todo o trabalho e investimento das equipes para fechar uma compra.

O CAC calcula as despesas e o tempo gasto desde a atração de visitantes ao site até a nutrição de leads e a efetivação da compra.

Ter esse número em mente ajuda a saber onde e como você deve investir para compor as equipes. Assim, mercados mais complexos precisarão de profissionais mais especializados. E, provavelmente, o tempo de uma venda será maior.

Essa vai ser uma orientação essencial para que você consiga alocar os profissionais e tarefas da melhor maneira e, consequentemente, melhorar os resultados da empresa!

Promova qualificação na sua equipe

Tenha em mente que, muito mais importante que a contratação, é manter a sua equipe motivada e produtiva. E, para isso, é preciso investir em qualificação, mesmo que todo o time seja composto apenas por uma ou duas pessoas.

Principalmente quando falamos de uma startup, em que o ritmo é mais intenso e uma pessoa absorve diferentes atividades, essa visão é ainda mais fundamental.

Invista em qualificações e treinamentos

Você pode trazer para a sua equipe de marketing os melhores profissionais do mercado. Ainda assim, nem eles e nem você sabem de tudo.

Por isso, investir em cursos, eventos e certificações é a melhor maneira de investir na sua empresa. Afinal, essa atitude vai qualificar ainda mais os profissionais, aumentando o desempenho do negócio como um todo.

Ter contato com empresas e pessoas do mesmo mercado, ou de outros, também pode fazer toda a diferença. Muitas vezes, a resposta pode estar fora da nossa zona de conforto. E só consegue enxergá-la quem tem abertura para ouvir e receber pessoas de outras áreas.

A equipe de marketing ideal para cada momento da sua startup

Outro ponto relevante para montar a sua equipe de marketing e vendas dos sonhos está relacionada ao momento da sua startup. Afinal, uma empresa que acabou de ser lançada no mercado tem uma realidade totalmente diferente daquela que está numa fase de expansão. Em 2017, Diego Gomes, da Rock Content apresentou em uma palestra no RD Summit, algumas propostas de equipes de marketing para cada estágio de uma startup.

Inspirados por esse conteúdo, destacamos (acrescentamos pelo nosso know-how e relacionamento com outras startups), como priorizar os investimentos nas equipes em cada uma dessas fases:

Fase 1: Founders

Aqui, estão englobadas as startups que acabaram de abrir e estão se lançando no mercado. Justamente por essa característica, o investimento é menor e há a necessidade de talentos com conhecimentos mais gerais.

Normalmente, as startups nessa fase contam com uma equipe de marketing composta por uma pessoa. O ideal é que esse seja um profissional já com conhecimento no mercado e, de preferência, que tenha trabalhado em startups.

É importante focar as suas atividades em definir e executar as estratégias nos canais selecionados. Bem como monitorar e avaliar as KPIs.

Como o investimento disponível é baixo, pode ser vantajoso contar com a ajuda de freelancers ou agências para executar algumas ações.

Fase 2: Equipe enxuta

Passada a fase de lançamento, a empresa começa a crescer. Agora, é possível aumentar a equipe de marketing e vendas para que elas tenham de 3 a 5 profissionais.

Nesse momento, é preciso pensar de maneira estratégica para manter o ritmo de crescimento do negócio. Por isso, a dica é especializar cada um dos profissionais por etapas do funil.

Assim, haverá uma pessoa responsável por cuidar da atração de visitas ao site, outra por nutrir os leads e outra por fechar e acompanhar as vendas.

Fase 3: Equipe completa

Esse é o momento em que a empresa alcançou um bom tamanho e já pode manter uma equipe de marketing de cerca de 20 pessoas.

Aqui, é possível criar pequenos times para cuidar de etapas específicas do funil de vendas. Ou até mesmo, dividir as tarefas por especialidades, como designer, analista de redes sociais, entre outros.

Quando se alcança esse patamar, o grande desafio está em reter os talentos e não cair na “mesmice” das estratégias. Por isso, manter a equipe motivada e capacitada faz toda a diferença.

Tenha em mente que o mercado está cada vez mais dinâmico e concorrido. Por isso, não existe mais uma fórmula do sucesso que dê certo para sempre.

Ficar de olho nas novidades do mercado e começar a apostar em tecnologias e inovações logo cedo fará toda a diferença para manter o seu time competitivo!

Fase 4: Escalonagem!

Quanto mais a sua empresa crescer, mais leads precisará captar e nutrir, certo? Portanto, chegará um momento que mesmo a sua equipe de marketing dos sonhos de 20 pessoas não conseguirá mais dar conta de todas as atividades.

Esse é um sinal de que vocês já deveriam estar se preparando para escalonar as ações de marketing e o processo de vendas. Afinal, manter a qualidade também significa contar com o apoio de ferramentas de automatização, uma vez que permitem operar em larga escala de forma simples e eficaz, e ainda, ter uma boa rotina de acompanhamento de atividades e projetos.

Existem ferramentas que ajudam em todas as etapas do processo desde prospecção outbound, automatização de marketing, gestão de Inside Sales até CRM de vendas.

Tudo para facilitar a gestão da equipe de vendas e marketing sem perder a eficácia nos resultados, aproveitando ao máximo os leads gerados e tendo maior controle sobre o funil de vendas. 

Conheça a planilha de SLA para alinhamento Marketing e Vendas

SLA alinhamento marketing vendas

Resumo
Como montar uma equipe de marketing na sua startup
Título do Post
Como montar uma equipe de marketing na sua startup
Descrição
Conheça algumas dicas para montar a equipe de marketing e vendas do sonhos para a sua empresa crescer!
Autor

Você pode gostar também de...